Get Amazing Stories

Get great contents delivered straight to your inbox everyday, just a click away, Sign Up Now.
FitBloggers

#FitBloggers: Compulsão Alimentar

fevereiro 25, 2014

Este post faz parte da blogagem coletiva FitBloggers, um grupo de blogueiras saudáveis que traz, a cada mês, um assunto diferente a ser discutido. Para ver todos os posts dessa categoria, clique aqui.

Sabe aquela necessidade de estar sempre mastigando? Aquela mania de fazer o prato no restaurante por quilo colocando tudo o que tem direito e ainda comer pensando no que vai repetir? Ou não conseguir largar o brigadeiro de colher sem acabar com tudo? Então. Eu sei como é.

Existem várias compulsões: para fumar, beber, fazer compras, etc. Hoje a gente vai falar sobre a compulsão alimentar.

Essa última, basicamente, consiste em comer, comer, comer e comer quantidades exageradas de comida num curto espaço de tempo.

E a gente nunca teve aquela coisa de “Nossa! Essa salada tá muito boa. Preciso repetir!”, geralmente é/era “Quero o número 1, mais nuggets, molho barbecue e um sorvete pra sobremesa”.

Costumo falar que é mais fácil recusar alguma comida “ruim” do que “comer só um pouquinho”. Comigo, sempre foi assim, mas só percebi no momento em que comecei a controlar de verdade minhas refeições. Antes, eu comia tudo o que eu queria. Tudo. Confesso que já saí de uma bomboniere gastando mais de R$20 em besteiras, e não foi só uma vez, foram várias! E devorava tudo em uma ou duas horas. E ainda ia jantar bife à parmegiana com batata frita e refrigerante, um prato enooooorme, eu sabia que não ia conseguir nem andar direito depois, mas comia.

Faz muuuuito tempo que não como bife a parmegiana com fritas (acho que foram 2 vezes em quase um ano, sendo que antes eram 3 vezes por semana!), mas se eu quiser comer e estiver num dia ok, acho que ⅓ daquele prato mataria minha vontade.

No começo, a luta contra a compulsão alimentar era diária. Agora, eu posso dizer que é “mensal”. TPM! Tenho passado ilesa por algumas, mas outras são bem difíceis.

E como a gente resolve isso?

Fome emocional é diferente de fome física, e é fácil de diferenciar uma da outra:

fome-fisica-vs-fome-emocional-compulsao-alimentar-alimentacao-fitbloggers

Na hora em que estou escolhendo alimentos no supermercado ou durante uma refeição fora, vou pelo básico: recusar os alimentos que não estão na sua “dieta”.

Tenho um exemplo bem recente: resolvi que ia dar um diminuída no carboidrato, comer mais proteínas e verduras. No mesmo dia em que tomei essa decisão, meu almoço já foi uma “prova de resistência”, porque no restaurante onde eu vou estavam servindo um pão que parecia maravilhoso (e que eu nunca tinha visto por lá). Eu olhei pra ele, ele olhou pra mim. Eu parei por alguns segundos e resolvi que não ia comer o tal pão. Andei mais um pouquinho e o que é que tinha por lá? Uns “salgados” assados lindos. Não! Passava pelas comidas e soube escolher o que eu precisava comer.

Fiquei feliz, porque tinha saído de uma TPM cheia de stress, inchaços e vontade de comer o mundo.

E não tem coisa melhor do que perceber que a gente tem, sim (!), o controle da situação 🙂

Leia mais sobre o assunto em: Oh saúde! | Adeus Obesidade da Tamy | Meu Manequim 40

Posts Relacionados:

2 Comentários

  • Reply mude.me » um blog sobre a vida saudável (e cheia de mudanças!) » Uma nova fase – gordura na dieta março 18, 2014 at 13:46

    […] janeiro fiz um post sobre compulsão, em fevereiro passei muito stress e caí em muitos momentos em que não ligava direito para o que […]

  • Reply FitBloggers de Fevereiro | Compulsão Alimentar – My Blog junho 19, 2016 at 19:50

    […] do projeto FitBloggers, clique nos links abaixo: Adeus, obesidade da Tamy Buscando Equilíbrio Mude.Me Meu Manequim 40 Oh, Saúde Autor cintiamilanesePublicado em março 4, 2014junho 19, 2016Tags […]

  • Deixe um Comentário